Últimas semanas para ver o Musical “O Rei Leão” em São Paulo

Screen Shot 2014-08-15 at 8.30.59 PM

bannerDestaqueAgo

Nessa quinta-feira fui assistir ao musical mais famoso do mundo: O Rei Leão (obrigada namorado lindo por ter comprado as entradas por iniciativa própria <3). Desde pequena sou apaixonada pela Disney. Não tem nenhum filme da Disney que eu não tenha assistido.. E falando especialmente sobre o Rei Leão, eu já até pensei em tatuar o simba, porque este é o meu filme favorito, sem dúvidas.

O musical está em cartaz no teatro Renault até o mês de outubro. São as últimas semanas para ver a maior bilheteria da Broadway ao vivo! Lembrando que o sucesso foi tanto, que eles prorrogaram a data para a peça sair de cartaz. Era pra exibição ter terminado em dezembro de 2013. Depois de mais de 650 mil ingressos vendidos e quase 500 apresentações, “O Rei Leão” se consagra no showbusiness brasileiro e, missão cumprida, conclui a temporada e se despede de São Paulo no dia 26 de outubro.

Em seu 17º ano de exibição, O Rei Leão, da Disney, é a sexta produção mais duradoura na história dos musicais da Broadway. Traduzida em oito idiomas, a montagem já passou por mais de 15 países dos cinco continentes, tendo recebido o título de maior bilheteria da história da Broadway, ao atingir a arrecadação de 853,8 milhões de dólares desde o lançamento.

 

Lembrancinha que comprei na loja por R$40 (o preço é R$45,00 mas ganhei um cupom de 10% de desconto quando fui pegar os ingressos).
Lembrancinha que comprei na loja por R$40 (o preço é R$45,00 mas ganhei um cupom de 10% de desconto quando fui pegar os ingressos).
Lembrancinha que comprei na loja por R$40 (o preço é R$45,00 mas ganhei um cupom de 10% de desconto quando fui pegar os ingressos).
Lembrancinha que comprei na loja por R$40 (o preço é R$45,00 mas ganhei um cupom de 10% de desconto quando fui pegar os ingressos).

 

O que eu achei?

MARAVILHOSO. De 0 a 10 eu dou 11!!! Só o cenário, figurino e a caracterização já te deixam de boca aberta. Mas a maneira como os atores se transformam em animais é o maior atrativo da peça – e também o maior desafio. A coreografia e a forma como dão vida a cada um dos personagens merece destaque. A atuação e o trabalho corporal de cada um dos personagens – até dos atores mirins – é fantástica. É de deixar a gente de boca aberta! Eles fazem jus ao selo Broadway! Eu adoro musicais, o último que vi foi A Família Addams, mas, de verdade, Rei Leão supera em muitos aspectos.

Já na abertura eu quase me acabo de tanto chorar. É como se você fosse levada de volta à infância de tanta nostalgia. A música “Ciclo da Vida” abre o musical e assim que começa, não tem como se arrepiar, em especial, pela brilhante atuação de Phindile Mkhize como Rafiki. Ela é SENSACIONAL! Vale lembrar que ela já fez parte da mesma produção na Broadway.

O ponto alto da peça, pra mim, é a orquestra. Vi algumas reproduções na internet, como a que postei acima, e afirmo com muita convicção: NEM SE COMPARA! Ao vivo é uma emoção sem tamanho, você fica arrepiada com a magnífica orquestra. É como se o vídeo fosse incapaz de reproduzir tanta harmonia. A orquestra é espetacular! As músicas são maravilhosas, perfeitas e contagiam todo mundo! Você certamente ficará em uma transe. É muita sintonia do começo ao fim. Quando acaba parece até que você está anestesiado, juro que não estou exagerando, rs. Não tem nem palavras pra descrever o trabalho, muito bem conduzido pela maestrina Vânia Pajares.

A única coisa que eu estranhei foram as letras da música. Quando cheguei, estava preparada para cantar todas elas. Mas em vez de “O Ciclo Sem Fim”, o elenco canta “O Ciclo da Vida” e “Esta Noite o Amor Chegou”, por exemplo, virou “Deve Haver o Amor Aqui”. Isso, porque todas as músicas foram adaptadas por Gilberto Gil. Ainda assim, ficou genial,  a tradução fez muito sentido e algumas músicas inéditas deram ainda mais vida à história. Outro ponto positivo é o elenco, formado por atores e cantores brasileiros e sul-africanos muito talentosos. A voz deles é impecável. TODOS os personagens mandam muito bem. Em alguns momentos eu pensei até que fossem os dubladores originais do filme que estivessem cantando. Mufasa e Timão, por exemplo, têm o tom de voz muito parecido com os dubladores do longa. O desempenho de cada um dos atores é Os protagonistas, os atores mirins, os coadjuvantes. Todos!

O roteiro também me agradou muito. É totalmente adaptado à cultura brasileira: pra ter uma ideia, eles citam lepo-lepo, as hienas falam “mano” e outras gírias e muitas falas dos personagens contêm alguma característica brasileira, ainda que sutilmente.

Vale MUITO a pena ir! Você vai se emocionar muito!

Conheça o elenco

rei-leao-5

O elenco apresenta Osvaldo Mil no papel de “Scar”, César Mello é “Mufasa”, Phindile Mkhize é “Rafiki”, Rodrigo Candelot é “Zazu”, Marcelo Klabin é “Pumba”, Ronaldo Reis é “Timão”, Tiago Barbosa é “Simba”, Josi Lopes é “Nala”, Jorge Neto é “Banzai”, Juliana Peppi é “Shenzi”, e Felippe Morais é “Ed”.

O papel do “Jovem Simba” é alternado entre Gustavo Bonfim, Henrique Filgueiras, Yudichi Taniguti e Matheus Braga, e o papel de “Jovem Nala” é alternado entre Any Gabrielly, Karollyne Nascimento, Laís Dias e Ysa MorenoAo todo são 53 atores, sendo 11 sul africanos, cantores, atores e bailarinos que dão vida ao musical mais esperado do ano.

rei-leao-05-filhotes-size-598

ELENCO OFICIAL
Simba:
Tiago Barbosa;
Nala: Josi Lopes;
Pequeno Simba: Gustavo Bonfim, Henrique Filgueiras, Yudichi Taniguti e Matheus Braga
Jovem Nala: Karollyne Nascimento, Lais Dias e Ysa Paula
Mufasa: César Mello;
Scar: Osvaldo Mil;
Rafiki: Phindile Mkhize;
Zazu: Rodrigo Candelot;
Pumba: Marcelo Klabin;
Timão: Ronaldo Reis.

Mufasa

_MG_9633

Escalado para interpretar o pai de Simba no musical O Rei Leão, o ator César Mello tem tirado de letra as principais exigências do trabalho. O preparo físico ele mantém com capoeira, corrida e pesadas sessões de musculação e abdominais. Para preservar a voz, passou a beber mais água e estabeleceu meia-noite como hora-limite para voltar para casa. Nascido em Barueri, ele hoje se divide entre São Paulo e Rio de Janeiro, onde grava a atual novela das 6 da Globo, Lado a lado. Ele também participou de Viver a vida, de 2009, um ano depois de estrear na TV, dando aulas no programa Telecurso 2000. O rei leão é seu segundo musical (ele fez parte do elenco de Hair, de 2010) e o mais trágico, dado o destino de seu personagem. Preparem-se para se emocionar com sua voz. (Via Época SÃO PAULO)

Rafiki

rei-leao-04-rafiki-size-598

 

Phindile Mkhize é uma cantora e atriz sul-africana. Canta desde criança, já dividiu o palco com Steve Wonder e Michael Jackson, cantou na trilha original do filme “O Rei Leão” e fez parte do elenco do musical por dez anos. Phindile interpretou a babuína (no filme é um homem, mas na peça é uma mulher) Rafiki. Esteve nas montagens de Nova Iorque, Madrid e agora vive em São Paulo. Estreou ainda com pouco treino em português e pouco tempo no país. (Diário do Centro do Mundo).

10574285_491141664353314_5955620596353137769_n

Scar

rei-leao-06-scar-size-598

Com muita ironia, o ator baiano Osvaldo Mil – conhecido pelo público por papeis como o Vidente Ângelo, em um quadro do programaFantástico, e pelo delegado do remake da novela Gabriela – interpreta Scar, tio de Simba e irmão de mufasa. “Encarei os testes. Vim várias vezes de ônibus do Rio de Janeiro para São Paulo e aqui estou. Assim é a vida de um ator”, diz Mil. Ee disse que se inspirou no ator Ney Latorraca para compor seu personagem. “O Ney tem uma aristocracia. Só dei um tônus maior”, diz. (via ÉPOCA)

Simba

tiagobarbosa

Tiago Barbosa do Nascimento dá vida ao Simba adulto. Ele já participou do Ídolos, em 2012, mas não venceu o programa. Em 2013, fez o teste para Simba e conseguiu o papel que certamente irá marcar sua carreira! Uma curiosidade é que ao sair do reality show, Tiago se despediu do programa com a canção “No Meu Coração Você Vai Sempre Estar”, versão de “You’ll Be in My Heart” de Phil Collins, do clássico desenho da Disney, “Tarzan”. Sem dúvida, foi uma amostra do que se pode esperar dele, que pode não ter levado o título de “O novo Ídolo do Brasil”, mas na certa cairá nas graças dos amantes de musicais ao ser coroado o “O novo Rei da Selva”. (fonte: A Broadway é aqui).

O Rei Leão em Números

O Rei Leão, da Disney, entra em seu 16º ano como um dos musicais de maior sucesso na história após receber em 2012 o título de maior bilheteria da Broadway, com arrecadação de US$853,8 milhões desde sua primeira apresentação.

Desde a sua estreia, em 13 de novembro de 1997, já foram realizadas 21 produções em todo o mundo, com público superior a 68 milhões de pessoas, e é com essa avalanche de números impressionantes que O REI LEÃO chegou, pela primeira vez na América Latina, no dia 28 de março, no Teatro Renault, em São Paulo.

Ganhador de mais de 70 prêmios globais, incluindo:

  • 1998 Tony Award® – Melhor Musical
  • 1998 Tony Award® – Melhor Direção em Musical – Julie Taymor (o que fez de Taymor a primeira mulher na história do teatro a ser agraciada com a honra)
  • 1998 Tony Award® – Melhor Cenografia – Richard Hudson
  • 1998 Tony Award® – Melhor Figurino – Julie Taymor
  • 1998 Tony Award® – Melhor Design de Luz- Donald Holder
  • 1998 Tony Award® – Melhor Coreografia – Garth Fagan
  • 1998 NY Drama Critics Circle Award – Melhor Musical
  • 1999 Grammy Award® – Melhor Álbum de Musical
  • 1999 Evening Standard Award – Evento Teatral do Ano
  • 1999 Laurence Olivier Awards – Melhor Coreografia e Melhor Figurino

Máscaras e Fantoches

  • A máscara do personagem Mufasa pesa 342 gramas; a de Scar pesa 218 gramas, já a máscara de Sarabi pesa apenas 120 gramas. As máscaras, bem como outros objetos usados no musical, são extremamente leves (pesam pouco menos de um quilo), são confeccionados em borracha de silicone (para formar as feições do personagem), com sobreposição de fibra de carbono – o mesmo material resistente usado para construir aviões;
  • Os personagens Scar e Mufasa usam duas máscaras cada: uma se move e outra é utilizada como um cocar;
  • Os animais mais altos do musical são as quatro girafas exóticas em “Eu Mal Posso Esperar Para Ser Rei”, que medem aproximadamente 5 metros cada uma.  Já as duas girafas em “Ciclo da Vida” medem aproximadamente 4 metros de altura cada. Dois atores treinados em pernas de pau sobem as escadas de 1,90 metros para entrar nos bonecos e atravessar o palco a partir do lado esquerdo.
  • O maior animal em cena é o Elefante (apelidado de “Bertha” pela equipe do palco quando o espetáculo estreou em 1997). Com 4 metros de comprimento e 2,80 metros de largura, o boneco requer quatro atores para levá-la cuidadosamente até o corredor da orquestra. Quando não está ocupado pelos atores, o boneco serve convenientemente para armazenamento de cenários e objetos de cena;
  • O menor animal em cena é o rato no cajado de Scar, ele mede apenas 15 centímetros;
  • Zazu é o último animal a entrar no palco em “Ciclo da Vida”, o número de abertura;
  • O boneco do personagem Timão pesa 5 quilos.

FIGURINO

  • Usada como uma mochila, o figurino de Pumba é o mais pesado, com 16 quilos;
  • Scar usa três diferentes cajados;
  • A manutenção das 20 perucas de grama requer mais de 3.000 hastes de grama (cerca de 22 quilos);
  • Cada membro da ensemble interpreta uma hiena e uma cabeça de grama durante o espetáculo;

PEDRA DOS LEÕES E LUZ

  • A peça mais complicada do musical é a Pedra dos Leões, que aparece cinco vezes durante o espetáculo. A Pedra dos Leões é uma peça que se expande como um acordeão com 5 metros de largura, e se comprime a 2,40 metros fora do palco, nos bastidores;
  • O designer de luz Donald Holder utilizou cerca de 700 instrumentos de iluminação para criar o enredo do espetáculo.

NÚMEROS

  • Esculturas Animadas incluindo esculturas de vara, esculturas de sombra e fantoches: 200;
  • Formigas: 100;
  • Perucas: 45;
  • Bestas selvagens: 52;
  • Hienas: 39;
  • Tipos de animais, pássarospeixes e insetos: 25;
  • Gazelas: 15;
  • Gazelas na hélice: 6;
  • Leoas: 14;
  • Papagaios: 12, apresentados no número de abertura do segundo ato;
  • Mulheres pássaro: 5;
  • Homens Pássaro: 1, ele aparece em “Ciclo da Visa” número de abertura e na cena final;
  • Representações Simba: 6 (bebê  Simba, Simba jovem – ator,  escultura animada Simba jovem, Simba fantoche de sombra, Simba – pintura (ato I & II, Adulto Simba-ator);
  • Zebras: 3;
  • Elefantes: 2 (“Bertha” e o elefante bebê, a escultura é operada pelas atrizes mirins que se alternam no papel de jovem Nala);
  • Antílope: 2;
  • Rinocerontes: 1;
  • Leopardo: 1.

IDIOMAS

Há seis línguas africanas indígenas faladas no show:

  • Suaíli
  • Zulu
  • Xhosa
  • Sotho
  • Tswana
  • Congolês

O Rei Leão foi traduzido para oito idiomas:

  • Japonês
  • Alemão
  • Coreano
  • Francês
  • Holandês
  • Mandarim
  • Espanhol
  • Português

Equipe de produção

Em todo o mundo, cerca de 1.100 pessoas estão diretamente empregadas no espetáculo O REI LEÃO, incluindo 20 responsáveis pela manutenção artística do show. Desde a estreia do musical na Broadway mais de 200 sul-africanos foram empregados em uma ou mais produções globais, como atores principais, dançarinos,ensemble/cantores, músicos ou membros da equipe.

O REI LEÃO também traz ao Brasil tecnologia de automação inédita na América Latina. Todos os técnicos fizeram workshops com profissionais da Inglaterra, Estados Unidos e Alemanha, para apresentar no palco do Teatro Renault exatamente o que é visto nas produções do musical ao redor do mundo. Tudo isso só foi possível graças ao trabalho dos mais de 200 profissionais envolvidos na pré e pós-produção do espetáculo, sendo eles técnicos, produtores, carpinteiros, camareiros, costureiras, entre outros. O Teatro Renault foi completamente adaptado para receber o espetáculo. Desde o palco até os urdimentos, houve mudanças para receber as grandiosas estruturas. Do backstage à plateia é possível ver as melhorias feitas na casa, entre elas dois balcões para os percursionistas que fazem parte da ação do show.

Para a estreia no Brasil foram recebidos 22 containers com mais de 35 toneladas de material (somente para o palco foram sete toneladas de piso). Cenários, figurinos, objetos de cena e demais apetrechos necessários para trazer ao Brasil o musical vieram dos Estados Unidos, Londres e Austrália. Além disso, as esculturas animadas que dão vida ao musical foram confeccionadas no Canadá exclusivamente para O REI LEÃO, da Disney. Já as perucas utilizadas no musical também são exclusivas e foram confeccionadas em Londres de acordo com o molde de cabeça de cada ator e bailarino.

Por Rosely Rodrigues com informações: Assessoria de Comunicação

(Fonte: AGB News)

 

Mais informações

O canal do YouTube Cena musical especializado em musicais publicou uma entrevista em março de 2013, quando o musical estava desembarcando por aqui. Vale a pena dar uma olhada :)

É um ótimo programa pro fim de semana. O musical está em cartaz em São Paulo até o dia 26 de outubro. As entradas custam entre R$50 e R$280. Corre pra garantir seu ingresso!

Musical “O Rei Leão”
Estreia: março de 2013 | Término: Outubro de 2014
Local: Teatro Renault (Av. Brigadeiro Luis Antônio, 411, São Paulo)
Sessões: Quartas, quintas e sextas, às 21h; Sábados às 16h30 e 21h; Domingos às 15h30 e 20h
Ingressos: de R$ 50 a R$ 280
Vendas: pelo telefone 4003-5588, pelo site www.ticketsforfun.com.br e nos pontos de venda

Se você já assistiu ao musical, conta pra mim pelos comentários: qual foi a sua cena favorita? A música que mais gostei foi a “Está em ti”. Uma crítica bem legal pra quem quer mais detalhes é esta aqui.

More about marinaknobl

Mari tem 22 anos, mora em SP e é jornalista e designer. É pisciana, palmeirense e apaixonada comida japonesa. Gosta de gatos, The Sims e Milkshake, não necessariamente nessa ordem.

  • Carol

    Que lindo!! Quero muito ir e as lembrancinhas? Tem pelucias? Pra eu saber quanto levar pq eu sempre me acabo nas lembrancinhas kkkkkk